Posts recentes...clique...navegue...explore!

17.2.19

Saara



Areias áridas e cálidas
Sol incandescente

O próximo passo é difícil
Ando de cabeça baixa

Impossível olhar o horizonte
Tudo arde sem dó ao redor

Mas não busco mais falsos oásis
Parei de temer o outro lado

Vou entrar em combustão
Mas vou continuar
E experimentar
O que está
No fim




14.2.19

En-frente...




Não se pergunte tanto
Não procure em mapas
Não tente entender
Não olhe pra trás
Não pense mais

Apenas dirija








11.2.19

Fora de foco


(...)

E então...
Ele saiu de foco
Perdeu contornos e contrastes
Que muito provavelmente nunca teve

Ou talvez...
Tenha sido apenas ela
Que tenha tirado os óculos
Que escolheu para torná-lo menos embaçado

Tanto faz...
Ela não o enxerga mais
Porque olha para outras direções
Ao menos aprendeu a não reinventar o que vê

Finalmente.




10.2.19

9.2.19

Nunca mais.



Nunca mais não se determina

Nunca mais não se promete

Nunca mais não se ameaça

Nunca mais não se grita

Nunca mais não se data

Nunca mais não se diz

Nunca mais acontece.




8.2.19

Back


(...)

Cartas fechadas, escritas por você, voam pela minha janela como pássaros

Com um mantra eterno, meu porteiro repete obediente que acabei de sair

Ouço chamar meu nome da calçada enquanto lixo as unhas vendo Netflix

Não autorizo no meu Instagram suas dezenas de clandestinos directs

Meu Facebook não tem brechas para suas tentativas vãs de acesso

Seus emails jazem abandonados em algum cemitério cibernético

Suas insistentes ligações entram como spam no meu celular

Meu fantasma recebe calado suas mensagens no WhatsApp

Arcaicos SMS com suas palavras vazias são deletados



Eu te devolvo toda a dor.