Posts recentes...clique...navegue...explore!

17.7.19

Campo aberto


(...)

Aqueles muitos e variados nãos
Represaram-se em  tantas camadas
Que desaguaram abaixo em enxurrada
Lavando enredo, corpo, alma, coração
Não sobrou nada inteiro, nada com vida
Só montes remexidos, frescos e adubados
...
Não tardará a nascer e a reflorescer nela


Artwork: Christian Schloe (blog sepia version)