Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2019

Transparência

(...)

Ela era de muitos (corpos) e de nenhum
Andava nua, cabelos ao vento, todos eles
Entregava-se  sem tabus por algumas horas
Beijava com exaltação, deixava-se consumir

Eles ficavam impactados com aquela entrega
Maior do que a que esperavam ou mereciam
Despertos, ofertavam mundos e poesias
.
.
.
Mas ela continuava solta e livre
Nua, cabelos ao vento, todos eles
Ela não queria mais ser de ninguém
Agora só pertencia e amava a si mesma
.
.
.
Era o seu próprio oceano, os ventos, o navio
.
.
.
E o horizonte.




Artwork: Catrin Welz-Stein(blog sepia version)






Marear, Mariar

Não prendo ninguém com cordas

Eu não sou a âncora
Eu sou o barco...

Movimento

Vastidão

Verdade

Ventos

Mares
.
.
.



Artwork: Catrin Welz-Stein (blog sepia version)









(...)

Mais uma vez ela se queimou com fogo
Doeu de novo, destruiu de novo
Mas desta vez ela achou bom
Porque tudo virou cinzas
Que ao primeiro vento
.
.
.   .   .  Voará




Artwork: Christian Schloe (blog sepia version)