Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Segredo

É chocante como ainda precisamos de provas físicas, quando silêncios, respirações e toques sutis são declarações muito mais escandalosas. 
Será que é porque provas físicas podem ser expostas, podem ser submetidas ao cruel tribunal das opiniões alheias? Esse mesmo que adoramos bradar que não importa? 
Afinal, porque exigimos provas para então acreditar?

Ela sentia uma vergonha quente de ter provocado a declaração dele, quando todo o seu corpo já sabia o que se passava há muito, muito tempo... 
E agora suas palavras rejeitadas sofriam por terem saído.
Não há sombras para acolher o que queria permanecer escondido
Não há mais o conforto do que não foi dito.
Agora há ela, ele e todas as impossibilidades.
Muita coisa para coexistir no pequeno espaço entre os dois.

Photo: Brenden Fleming

Cinza

A respiração encurta
As vísceras doem
O coração aperta

Os ouvidos fecham
Os olhos cegam
Os ossos travam

Os fluídos cessam
As unhas quebram
A pele resseca

Os cabelos caem
O corpo para
A voz cala

Tudo desacontece
Não é enfermidade
É desesperança

Artwork: Christian Schloe