Pular para o conteúdo principal

Gotas



Olho o tempo seco da janela e penso que gostaria que estivesse chovendo agora...
Com aquele barulho distintivo que abranda ao redor, mas também ameaça
Fazendo de onde estamos um pequeno quadrado seguro no mundo

Eu queria que a chuva estivesse batendo nas janelas, escorrendo pelas vidraças...
Provocando a sensação de que não devemos nos mexer, um álibi perfeito
Para podermos deixar o que quer que seja para um outro dia

Eu gostaria de ver relâmpagos e de ouvir algumas poderosas trovoadas ecoando...
Com aquele desejo instintivo de estarmos grudados com quem amamos
Para falarmos tudo, caso o mundo decida acabar nessa hora

Eu queria estar lá fora no meio da chuva com a minha falta de medo de me molhar...
De encharcar minhas roupas, minha calcinha; de deixar os cabelos escorrendo
De permitir que a água encontre caminhos pelo meu corpo
.
.
.
Para refrescar minha alma.

Photo: Kyle Marshall