Pular para o conteúdo principal

Contrastes


E o que seria eu sem os meus desamores?

Sem um enredo para minhas  palavras
Sem um alvo para meus sentimentos
Sem encarar as minhas incertezas
Sem um desastre entre as vitórias

E o que seria eu sem viver meus dias?

Sem procurar o que me basta
Sem inevitáveis desencontros
Sem despertar com cansaços
Sem querer o que me falta

E o que seria eu sem errar?

Sem às vezes me perder
Sem tentar me achar
Sem me perder
Sem acertar

E o que que seria eu sem me entender?

Sem me desconhecer
Sem me reconhecer
Sem me conhecer
Sem me ser

E o que seria eu?

Senão eu mesma
Senão eu
Senão
Se


Artwork: Aykut Aydoğdu