Pular para o conteúdo principal

De repente


De repente essa vontade de falar de amor E eu nem acredito mais nele Não vivo à sua espera Sigo sem achar que ele é capaz de me encontrar andando pelas ruas Me desacostumei a esperá-lo Desapeguei  Virou ficção de livros Enredo de filmes Temas de músicas Uma fantasia Algo que aprecio Meu tema preferido Mas não para viver Apenas para contemplar Estou cansada de pequenezas Ensaios Hesitações Desistências Indecisões Covardias Posses Metades Não tenho interesse pelo cardápio vigente Não tenho vontade de discutir o tal do amor Não faço questão Não estou fechada Na verdade Me libertei Mas de repente vem essa vontade de falar de amor Falei.

Artwork: Silvana Mattievich