Pular para o conteúdo principal

Outono



Sentimentos podem ganhar forma e florescer
Adquirir camadas, serem tridimensionais
Podem ter cheiros, cores e texturas
Tornarem-se algo quase sólido

Mas, alguns sentimentos não chegam a tanto
Apesar de tornarem-se vivos e perceptíveis
São interceptados e vão murchando
Ficando opacos, esmaecendo

E mesmo que ainda sejam resumidos a vultos
Se ainda vemos algum contorno, estão lá
Em milhares de partículas invisíveis
Como uma poeira que insiste

O tempo é um grande aliado para apagá-los
Mas, para que desapareçam de uma vez
Cabe a você soprá-los com decisão
Consciente e ininterruptamente

A consumação da tarefa é toda sua.
Sentimentos se apegam a galhos
Então, que venha de você
A ventania...



Artwork: Paul Trani