Pular para o conteúdo principal

Na Rota


Busquei e reencontrei a amplidão
Olho para frente e respiro abertura
Cabelos, corpo e sentimentos ao vento
.
.
.
Subitamente um fio de saudade me puxa
Olho para trás e ainda vejo a ilha ao longe
Sinto em mim fragmentos, pedaços invisíveis
Do que sempre me lembrarei em qualquer tempo
.
.
.
O vento nota que balancei e reage forte para me resgatar
Usando meus cabelos para me acordar como chibatadas
Me obrigando a virar pra frente e encarar o horizonte
.
.
.
Estou sem bagagem, volto ao movimento, a navegar
Deixei pra trás, na ilha, tudo o que me fez partir
Nada me chama ou me espera, estou no mar



Livre



Artwork: Christian Schloe